Por que dizemos que Maria é a Mãe da Igreja?

Maria foi escolhida de modo especialíssimo por Deus para cooperar em seu plano de salvação do gênero humano. Foi chamada a ser a Mãe do Redentor e respondeu a este apelo com seu “sim” (cf. Lc 1,38). O Evangelho nos mostra como ela está presente junto a este Jesus, indicando-lhe a ocasião de Ele fazer

Jesus Cristo teve irmãos? Sua mãe teve outros filhos?

Em sete textos do Novo Testamento são mencionados os “irmãos” de Jesus (Mc 6,3; Mc 3,31-35; Jo 2,12; Jo 7,2-10; At 1,14; Gl 1,19; 1 Cor 9,5). Segundo Mc 6,3 chamavam-se Simão, Tiago , José e Judas. O episódio da peregrinação aos doze anos, quando os pais não deixariam o lar por quinze dias com

Por que dizemos que Maria é a Mãe de Deus?

A Igreja confessa que Maria é verdadeiramente Mãe de Deus, porque é a Mãe do Filho Eterno de Deus feito homem. Os Evangelhos a denominam como “a Mãe de Jesus” (Jo 2,1; 19,25). Desde antes do nascimento de seu Filho, ela é chamada de “a Mãe do meu Senhor” (Lc 1,43). Maria não gerou Deus. Mas

Por que os católicos veneram Maria?

Os católicos veneram Maria, porque Deus a escolheu para ser a Mãe de seu Filho, Jesus. Nosso amor e veneração com a Mãe do Filho de Deus encarnado já se encontram mencionados no evangelho, quando ela mesma diz: “Todas as gerações me chamarão bem-aventurada.” (Lc 1,48.) Demonstramos nosso amor à Virgem Maria nas festas que

Quem é Jesus Cristo? Ele é Deus?

Jesus nasceu na pequena cidade de Belém, na Judéia (Palestina). É um fato atestato pelos Evangelhos e a sua existência terrena é atestada também por algumas fontes extrabíblicas. Foi concebido por obra do Espírito Santo no seio da Virgem Maria. Aquele que estava eternamente no Pai, entrou na nossa história, revestiu-se da nossa humanidade, assumiu

O Código Da Vinci e os cristãos

?“O Código Da Vinci e os Cristãos”  por José Hipólito de M. FariaRua Lua, 330 – Sta. Lúcia30360-600 BELO HORIZONTE – MG Depois de vender milhões de exemplares, graças a uma forte campanha de marketing e a uma bem montada história policial, apimentada por “segredos”, códigos, suspenses, ritmo alucinante e, sobretudo, por uma odiosa campanha contra

Igreja Católica, esta jovem de 2000 anos

Conteúdo do artigo: 1 – O Mistério da Igreja: sua origem, fundação e missão. 2 – Povo de Deus, Corpo de Cristo, Templo do Espírito Santo 3 – Una, Santa, Católica e Apostólica A Igreja de Cristo é una e única.b) A Igreja é Santac) A Igreja é Católicad) A Igreja é Apostólica. 4 – Os fiéis

Meus Sete Hábitos

Meu caro (vale também para as mulheres, ainda que eu não diga “minha cara”, não pega bem!), deixe que eu entre num sincero diálogo com você: QUER, DE VERDADE, SER SANTO? Se a resposta for afirmativa, continuaremos o nosso diálogo; se for negativa, o nosso diálogo talvez já não se prolongará, ainda que temo que

A temperatura da santidade

Quando eu era administrador paroquial da Paróquia Nossa Senhora Aparecida e São Pedro e São Paulo, Dom João Wilk, em sua Visita Pastoral, à Paróquia, disse que queria ver a “temperatura da santidade”. Legal! Gostei da expressão: “temperatura da santidade”. Como medí-la? Em Celsius ou em Fahrenheit. Inclino-me a adotar a unidade de temperatura Celsius.

Vocação Cristã

Subamos com o Senhor àquele lugar desde onde ele pronunciou o assim chamado “sermão da montanha” (Mt 5-7). Jesus dirige-se às multidões. Escutemos o Senhor, ele nos fala das bem-aventuranças (5,1-12), de que precisamos ser sal da terra e luz do mundo (5,13-16), faz umas comparações entre a antiga Lei e a Nova (5,17-48), fala-nos

Ir para o topo