Reflexão 18º Domingo do Tempo Comum: “Senhor, dá-nos sempre deste pão”

“Senhor, dá-nos sempre deste pão”

Que pão é este de que a Liturgia de hoje nos fala? Que alimento é este que nos garante o passaporte para o Reino dos Céus? Quem poderá nos conceder este pão, este alimento, para que não passemos mais fome?

Temos à nossa disposição muito para comer, de tal forma que não raramente desperdiçamos comida, sem mesmo pensar em tantos e tantas que passam fome e que você teria a obrigação, eu disse e repito, obrigação de ajudar, pois você é cristão e os cristãos têm a missão de ajudar seu próximo. Pois, quando pensamos no pão espiritual, também precisamos pensar no pão material e na nossa generosidade em ajudar aqueles que mais precisam.

Entretanto, estamos enfastiados apenas dos alimentos deste mundo, assim como aquela multidão do Evangelho que encheu a barriga de pão e peixe e agora estava atrás de Jesus, talvez para encherem novamente a barriga. Comemos demais e nossos corpos estão aí robustos, outros comem demais e depois correm para a academia para “queimar o bacon”, comem descontroladamente pelo simples prazer e aí corre para academia para poderem comer mais e mais. São pessoas descontroladas.

Mas estas mesmas pessoas estão muito carentes de um alimento que o Evangelho fala hoje, “o pão da vida”, o próprio Jesus Cristo. Infelizmente, estas mesmas pessoas que correm para a academia para queimar suas calorias, não correm atrás do Sacramento da Confissão para queimar seus pecados e assim poderem receber o pão da vida. Não temos esta mesma consciência quando se trata do alimento espiritual, da Eucaristia, do alimento que abre para nós a porta da eternidade.

Quem pode nos dar este alimento? O sacerdote, o padre. E hoje é o dia do padre, primeiro domingo de agosto, próximo à memória de São João Maria Vianney, padroeiro dos padres, celebramos o dia do padre. É o padre quem, hoje, pode nos dar o verdadeiro pão do céu, o verdadeiro alimento. Ele que pode saciar nossa fome de eternidade, pois ali na Ceia do Senhor, na Santa Missa, o padre é o próprio Cristo. Mas quantas vezes nós padres queremos conceder outras coisas aos fiéis e damos a eles o pão da vida? E quantas vezes os fiéis não vão atrás dos padres para receber o pão da vida? Examine-se padre e fiéis, o que você está dando aos seus fiéis e o que vocês fiéis estão procurando?

Que neste domingo possamos pedir a Cristo: “Senhor, dá-nos sempre desse pão” e assim seja saciada nossa fome de eternidade.

Pe. Fábio Carlos de Araújo
Paróquia Santo Antônio – Damolândia
 
Foto: reprodução google
Ir para o topo