Reflexão do 30º domingo do tempo comum: “Integridade”

  Integridade Uma das características próprias do amor é a exigência de uma integridade total, uma doação absoluta, uma entrega sem reservas. A radicalidade do amor exige a integridade pessoal no compromisso fiel e absoluto de viver até as últimas consequências segundo o amor professado. Amar é não ver as horas passando, os amantes transcendem

Reflexão: “O que é de César e o que é de Deus?”

“O que é de César e o que é de Deus?” O plano que os fariseus tramam “para apanhar Jesus em alguma palavra”, no evangelho de hoje, poderia ter graves consequências. O povo judeu era obrigado a pagar impostos aos romanos naquele tempo. Soldados romanos se posicionavam em vários grupos de 100 cada, chamados centúrias,

Reflexão da liturgia deste domingo nos convida a voltar para Deus

Voltar a Deus Somos inserido dentro de uma sociedade relativamente cristã, nascemos talvez em um berço católico, não é difícil para nós saber alguma oração de memória ou recitar algum mandamento da Lei de Deus. Mas mesmo vivendo neste antro de graça, neste ambiente abençoado e privilegiado da presença de Deus, podemos nos distrair, estarmos

Padre Rogério faz a reflexão do 24º Domingo do Tempo Comum

As Ofensas Na oração que Jesus nos ensinou, O Pai-nosso, ao rezá-lo, fazemos 7 pedidos e o quinto é exatamente esse: “perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”. Nessa vida, em alguns ou vários momentos, fomos, somos ou seremos ofendidos. Alguém pode nos fazer o mal de propósito e

21º Domingo do Tempo Comum: Padre Carlito comenta a liturgia

  Atos que falam Existem perguntas crucias que nos fazem refletir, pensar e agir, perguntas que não se respondem com simples palavras, mas exige uma atitude, uma escolha e uma renúncia. Durante nossa vida nos deparamos com essas perguntas cuja resposta não está em palavras decoradas ou definições prolongadas, mas na vivência real e verdadeira

Padre João Paulo comenta a Solenidade da Assunção de Maria

“Suba com a Mãe de Deus ao Céu também o nosso coração” Na liturgia deste domingo, celebramos a Solenidade da Assunção de Nossa Senhora. Isso quer dizer que a Virgem Maria foi elevada ao céu em corpo e alma no fim da sua vida terrena. Essa doutrina foi proclamada dogma pelo Papa Pio XII em

Ir para o topo