Madre Maria Helena comenta o Congresso Catequético Diocesano

Não poderíamos deixar de tecer alguns comentários sobre o Congresso de Catequistas da Diocese de Anápolis, realizado dia 30 de Setembro, passado no Colégio Militar Dr. César Toledo, gentilmente cedido pelo Comandante deste estabelecimento. Como costuma acontecer, os catequistas responderam em massa ao convite. Participaram do evento cerca de 550 catequistas de aproximadamente 57 Paróquias. Poucas foram as Paróquias que não se fizeram representar. A presença foi participativa e alegre, todos abertos para a troca de experiências e para se enriquecerem em vista de anunciar a alegria da salvação.

A acolhida ficou a cargo dos jovens da paroquia São João Batista que numa bela apresentação, abriu nossos corações para o compromisso missionário. O Congresso foi aberto com a missa presidida por Padre Antônio Marcos Depizzoli – assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética – CNBB, concelebrada por padre João Paulo Cardoso, assistente eclesiástico da catequese e tendo a presença do Diácono Daniel de Jesus. Foi o momento de colocarmos diante de nosso Senhor Jesus Cristo vivo e glorioso presente entre nós, as dificuldades, expectativas e esperanças de que está cheio o coração de cada um de nossos catequistas.

“A finalidade definitiva da Catequese é a de fazer com que alguém se ponha, não apenas em contato, mas em comunhão, em intimidade com Jesus Cristo: somente Ele pode levar ao amor do Pai no Espírito e fazer-nos participar na vida da Santíssima Trindade” (João Paulo II – Catequese hoje, 5).

Após a missa e o café da manhã, Irmã Anna Maria do Espírito Santo, iniciou os trabalhos. A primeira conferência, do Padre Antônio Marcos Depizzoli teve como tema: Iniciação à Vida Cristã, processo formativo de discípulos missionários. Abriu-nos novas perspectivas diante de tantos desafios que se nos apresentam o Documento 107 da CNBB. Em seguida tivemos a apresentação do Coral de Crianças da Paróquia Nossa Senhora de Fátima que nos encantou com sua simplicidade e alegria.

O entrosamento entre os representantes das diversas Paróquias foi perfeito. De fato, o que nos une é muito mais do que as diferenças socioeconômicas e culturais das diversas regiões de nossa Arquidiocese. Nosso Senhor Jesus Cristo é o grande traço de união! Após o almoço, os participantes visitaram a área dos painéis de cada paróquia, que apresentava a caminhada da catequese de 2018, puderam visitar também  as livrarias presentes – Paulinas, Paulus e Scala –  e se confraternizarem.

Na parte da tarde foram oferecidos dezessete oficinas com a previa inscrição dos participantes: Catequese e a música; Catequese e a arte em papel; Catequese e perseverança; Contação de história; Metodologia com material didático, Catequese com reciclável; Catequese de iniciação cristã com dois grupos, Catequese  imagem e  som, Catequese e cartões, Scraapbooking na catequese, Biscuit na catequese, Jogos catequéticos, Flores artesanais, Dobradura de papel, Fantoches na Catequese e Comunicação na catequese.

Foi um momento enriquecedor quando todos pudemos acolher com alegria as experiências e soluções criativas de nossos companheiros de ideal. É um incentivo para que cada Paróquia se abra à voz do Espírito Santo que sempre inspira as respostas de fé para as dificuldades. A partilha traz para todos estímulo e esperança!

A Conferência de encerramento foi ministrada pela Irmã Lucia Imaculada, Coordenadora da Iniciação Cristã da Catequese, da Arquidiocese do Rio de Janeiro, com o tema: A Iniciação Cristã, desafios e propostas, na mudança de época. Foi grande a receptividade do grupo que acolheu com entusiasmo e carinho as considerações feitas a partir de experiências da vida e da oração. Como sempre procuramos “ser fiéis à doutrina e à vida, buscando uma resposta para tantas dificuldades que se apresentam na integração catequese e família”.

O encerramento foi com uma grandiosa apresentação da catequese da Paróquia São José, envolvendo as crianças, os jovens e as famílias. Ao final o padre Depizzoli, fez o envio dos catequistas todos com velas acesas e a benção para a missão.

Agradecimento

Uma palavra para cumprimentar todas as equipes de apoio que com admirável espírito de serviço possibilitaram a realização do Congresso. Tudo transcorreu com paz, alegria e eficiência na coordenação, recepção, infraestrutura, canto e animação e alimentação.

Um agradecimento muito profundo a todos os que colaboraram de algum modo e àqueles que com sua presença e constante participação são um incentivo para que, juntamente com todas as Irmãs de Belém, continuem a missão que nos foi confiada pelo Senhor no campo da evangelização e catequese e um agradecimento especial ao nosso Pastor Dom João que rezava por nós em especial nesse dia.

“Catequizar e ensinar a ver Deus na transparência das coisas”.

Madre Maria Helena Cavalcanti
Deo Gratias!

 

Ir para o topo